Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
8 ANO "A" - "B"  (03-04-2018)
GUSTAVO - 1 ANO "A"  (03-04-2018)
GEOPENSAMENTOS  (03-04-2018)




ONLINE
2





Partilhe esta Página

 

 

 

 

 

 

 

 Logomarca Bonito HI Hostel - Albergue da Juventude

  

     

 

 

 

 

 

 

 

 

   

PENSAMENTOS GEOGRÁFICOS do PIBIDIANO DE GEOGRAFIA JÚNIOR CESAR 

 

"Pra você que faz cara feia quando eu digo que faço GEOGRAFIA ou solta um "Hum, que legal" extremamente irônico...

Só tenho a dizer que a amplicidade dessa ciência me torna a cada dia uma pessoa melhor e aumenta ainda mais o meu amor pelas diversas Geografias que rodeiam a todos. ...   Minha graduação me permite ousar a te falar um pouco sobre o universo ou da formação da Terra. Posso te explanar sobre a dicotomia do urbano X rural ou te fazer me odiar falando de política.   Posso ainda demonstrar como a dispersão dos biomas estão intimamente ligados à composição do solo, ao clima e dentre outros fatores.   Posso te ensinar a diferença de clima e tempo e te fazer perceber o quanto é engraçado quando você diz "Como está o clima hoje?" e te aborrecer falando de economia ou dos males do capitalismo.   Posso mostrar rochas, minerais e o dinamismo das formas e estruturas do relevo.   Posso ainda, descobrir contigo outras cidades, estados, países e continentes, e outros planetas também!   Conto histórias também, do PR, do Brasil e do mundo e quebro a cabeça com problemas matemáticos da nossa amiga Cartografia.   Questiono os problemas da educação geográfica e modifico meu modo de ensinar, para despertar a busca sagaz em aprender Geografia.   São tantas ciências que a Geografia engloba, que posso ter me esquecido de algo que está ao meu domínio. Mas é isso, não existe uma ciência melhor do que a outra, mas se existisse, a Geografia seria uma forte candidata!   A Geografia mexeu comigo e me fez amá-la incondicionalmente.   Enfim, a Geografia é uma mãe que te acolhe e te faz refletir, questionar e propor soluções para o mundo. Ela está em toda parte, até mesmo dentro de você."

 

 

 

 

 

 

 


1 ANO "A" - "B" - "C" - "D"
1 ANO "A" - "B" - "C" - "D"

 

 

 

Nesta página serão postadas todas as atividades da disciplina de Geografia, portanto,

fique conectado(a).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 

 Neste bimestre você tem como objetivo dominar os conceitos básicos da geografia como lugar, território, região e paisagem bem como as noções básicas de orientação.

 

 

Aula sobre Planeta Terra: Coordenadas, movimentos e fusos horários. Click no link abaixo.

 

https://prezi.com/view/ziwZ7OiQuOLFXrDLtvKh/

 

TEXTO: O TEMPO EM GEOCIÊNCIAS E O PULSAR DA TERRA - REFLEXÕES SOBRE A REGIÃO DOS CAMPOS

GERAIS DO PARANÁ.

CLICK NO LINK ABAIXO.

 https://files.comunidades.net/profjopa/O_tempo_em_Geociencias_e_o_pulsar_da_Terra.docx

 

 

 

MOVIMENTOS DA TERRA, ESTAÇÕES.

        A Terra tem dois movimentos principais: rotação e translação. A rotação em torno de seu eixo é responsável pelo ciclo dia-noite. A translação se refere ao movimento da Terra em sua órbita elíptica em torno do Sol. A posição mais próxima ao Sol, o perihélio (), é atingido aproximadamente em 3 de janeiro e o ponto mais distante, o afélio (), em aproximadamente 4 de julho. As variações na radiação solar recebida devidas à variação da distância são pequenas.

 

Fig. 2.1 - Relações entre o Sol e a Terra

       

As estações são causadas pela inclinação do eixo de rotação da Terra em relação à perpendicular ao plano definido pela órbita da Terra (plano da eclíptica) (Fig. 2.1).

        Esta inclinação faz com que a orientação da Terra em relação ao Sol mude continuamente enquanto a Terra gira em torno do Sol. O Hemisfério Sul se inclina para longe do Sol durante o nosso inverno e em direção ao Sol durante o nosso verão. Isto significa que a altura do Sol, o ângulo de elevação do Sol acima do horizonte, (ver sistema de coordenadas horizontais na Fig. 2.2) para uma dada hora do dia (por exemplo, meio dia) varia no decorrer do ano. No hemisfério de verão as alturas do Sol são maiores, os dias mais longos e há mais radiação solar. No hemisfério de inverno as alturas do Sol são menores, os dias mais curtos e há menos radiação solar.

 

 

 

 

 

Cartografia

 

A cartografia é a ciência da representação gráfica da superfície terrestre, tendo como produto final o mapa. Ou seja, é a ciência que trata da concepção, produção, difusão, utilização e estudo dos mapas. Na cartografia, as representações de área podem ser acompanhadas de diversas informações, como símbolos, cores, entre outros elementos. A cartografia é essencial para o ensino da Geografia e tornou-se muito importante na educação contemporânea, tanto para as pessoas atenderem às necessidades do seu cotidiano quanto para estudarem o ambiente em que vivem.

Resultado de imagem para cartografia

 

O surgimento

Os primeiros mapas foram traçados no século VI a.C. pelos gregos que, em função de suas expedições militares e de navegação, criaram o principal centro de conhecimento geográfico do mundo ocidental. O mais antigo mapa já encontrado foi confeccionado na Suméria, em uma pequena tábua de argila, representando um Estado. A confecção de um mapa normalmente começa a partir da redução da superfície da Terra em seu tamanho. Em mapas que figuram a Terra por inteiro em pequena escala, o globo se apresenta como a única maneira de representação exata. A transformação de uma superfície esférica em uma superfície plana recebe a denominação de projeção cartográfica.

 

Na pré-história, a Cartografia era usada para delimitar territórios de caça e pesca. Na Babilônia, os mapas do mundo eram impressos em madeira, mas foram Eratosthenes de Cirene e Hiparco (século III a.C.) que construíram as bases da cartografia moderna, usando um globo como forma e um sistema de longitudes e latitudes. Ptolomeu desenhava os mapas em papel com o mundo dentro de um círculo. Com a era dos descobrimentos, os dados coletados durante as viagens tornaram os mapas mais exatos. Após a descoberta do novo mundo, a cartografia começou a trabalhar com projeções de superfícies curvas em impressões planas.

 

Atualmente...

Hoje, a cartografia é feita por meios modernos, como as fotografias aéreas (realizadas por aviões) e o sensoriamento remoto por satélite. Além disso, com os recursos dos computadores, os geógrafos podem obter maior precisão nos cálculos, criando mapas que chegam a ter precisão de até 1 metro. As fotografias aéreas são feitas de maneira que, sobrepondo-se duas imagens do mesmo lugar, obtém-se a impressão de uma só imagem em relevo. Assim, representam-se os detalhes da superfície do solo. Depois, o topógrafo completa o trabalho sobre o terreno, revelando os detalhes pouco visíveis nas fotografias.

Fonte: http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Cartografia/

 

 

 

 

 

 

Coordenadas Geográficas 

Coordenadas Geográficas são linhas imaginárias que cortam o planeta Terra nos sentidos horizontal e vertical, servindo para a localização de qualquer ponto na superfície terrestre.

A distância das coordenadas geográficas são medidas em graus, minutos e segundos. Um grau corresponde a 60 minutos, e um minuto corresponde a 60 segundos.

Dessa maneira, temos dois tipos de coordenadas geográficas:

Latitude: São as linhas que tracejam a Terra no sentido horizontal, também conhecidas como paralelas. O círculo máximo da esfera terrestre, na horizontal, é chamado de Equador. O Equador corresponde à latitude 0°, dividindo o planeta em hemisférios Norte e Sul. As latitudes variam de 0 a 90°, tanto ao Norte quanto ao Sul. A latitude, além de servir para localização geográfica, é uma variável importante para estudar os tipos de clima da Terra, pois a incidência de raios solares no planeta é maior nos lugares com latitudes menores, isto é, mais próximas à linha do Equador.

Longitude: São as coordenadas geográficas que cortam a Terra no sentido vertical, também conhecidas como Meridianos. A distância das longitudes varia de 0° a 180°, nos sentidos Leste e Oeste. Como padronização internacional, adotou-se o Meridiano de Greenwich como ponto de partida, a longitude de 0°. Assim, tal meridiano divide a Terra em Ocidental (a Oeste) e Oriental (a leste). Foi a partir das longitudes que se criaram os fusos horários. Todos os meridianos se encontram e se cruzam nos polos Norte e Sul.

 

O que é Latitude e Longitude?

A nossa posição sobre a Terra é referenciada em relação a linha do equador e ao meridiano de Greenwich e é expressa em dois valores: a latitude e a longitude. Assim para saber a nossa posição sobre a Terra basta saber a latitude e a longitude.

A  latitude é a distância ao Equador medida ao longo do meridiano de Greenwich. Esta distância mede-se em graus, podendo variar entre 0º e 90º para Norte(N) ou para Sul(S).

longitude é a distância ao meridiano de Greenwich medida ao longo do Equador. Esta distância mede-se em graus, podendo variar entre 0º e 180º para Leste(E) ou para Oeste(W).

 

 

ATIVIDADES DE FIXAÇÃO 

Cada país  deverá resolver as questões  e o(a) Ministro das Relações Exteriores deverá  explicar como chegou a resolução.

 

01) (UFCE-1999) Sobre o sistema de fusos horários, é verdadeiro afirmar que eles são 24, cada um deles:

 (A) equivalendo a 15° de longitude.

(B) equivalendo a 10° de longitude.

(C) correspondendo a 10° de latitude.

(D) correspondendo a 15° de latitude.

(E) estabelecido segundo a linha do Equador.

 

02) (UFJF-1998) Se viajarmos em direção ao Ocidente, estamos correndo contra o tempo. Saímos tarde e chegamos mais cedo. Por isso, adotou-se a Linha Internacional de Mudança de Data. Se ela é cruzada de Oeste para leste, o momento após o cruzamento é o dia seguinte.

Marque a alternativa que apresenta onde se situa a Linha Internacional de Mudança de Data:

 (A) a 90° de Longitude Oeste;

(B) a 180° de Longitude;

(C) a 90° de Longitude Leste;

(D) a 360° de Longitude;

(E) no Meridiano de Greenwich.

 

03) Assinale a alternativa que descreve corretamente a metodologia utilizada na elaboração dos fusos horários:

  1. a) Divisão dos 360º da circunferência terrestre em 24 partes, cujos limites entre uma e outra são de 15º, o que equivale à uma hora do dia.
  2. b) Divisão dos 180º da Terra em 12 partes, que se tornam dia conforme a presença da luz do sol e se tornam noite conforme a ausência desta.
  3. c) Mapeamento do movimento de translação, que resulta na sucessão das horas, e registro do momento exato em que a luz solar incide sobre cada ponto da Terra.
  4. d) Observação do movimento aparente do Sol que, por definição, nasce às 6h e se põe às 18h.
  5. e) Criação de uma convenção em que se padronizou o horário mundial com base na hora legal da cidade de Nova York.

 

1) (UEG) Observe o gráfico a seguir. Considerando que o eixo X corresponde à Linha do Equador e o eixo Y corresponde ao Meridiano de Greenwich, responda as questões a seguir. 

Considerando que no ponto A são 14 horas, calcule o horário local do Ponto B. Em sua resposta, desconsidere a possibilidade da existência de horário de verão e de horas cifradas: 

  1. a) 20 horas b) 18 horas c) 17 horas d) 8 horas 

 

 

 

 

 História Geológica do Tempo

 

 

Resultado de imagem para terremoto na bolivia

 

 

SLIDES SOBRE ESTRUTURA DA TERRA

CLICK NO LINK ABAIXO

https://files.comunidades.net/profjopa/Estrutura_geologica_site.pdf

 

 

 

topo