Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
GEOPENSAMENTOS  (18-09-2017)
9 ANO "A" - "B" - "C"  (17-09-2017)
1 TEC. ADM.  (20-08-2017)
2 TEC. ADM.  (20-08-2017)
ENQUETE
Qual turma mais acessa este site?
7o Ano 'B' - Polivalente
7os Anos
9os Anos
1o Ano 'A'
2o Ano 'A'
3o Ano 'A'
1o Ano Integrado 'A'
2o Ano Integrado 'A'
Ver Resultados




ONLINE
1





Partilhe este Site...

 

 

 

 

 

 

 

 Logomarca Bonito HI Hostel - Albergue da Juventude

  

     

 

 

 

 

 

 

 

 

   

PENSAMENTOS GEOGRÁFICOS do PIBIDIANO DE GEOGRAFIA JÚNIOR CESAR 

 

"Pra você que faz cara feia quando eu digo que faço GEOGRAFIA ou solta um "Hum, que legal" extremamente irônico...

Só tenho a dizer que a amplicidade dessa ciência me torna a cada dia uma pessoa melhor e aumenta ainda mais o meu amor pelas diversas Geografias que rodeiam a todos. ...   Minha graduação me permite ousar a te falar um pouco sobre o universo ou da formação da Terra. Posso te explanar sobre a dicotomia do urbano X rural ou te fazer me odiar falando de política.   Posso ainda demonstrar como a dispersão dos biomas estão intimamente ligados à composição do solo, ao clima e dentre outros fatores.   Posso te ensinar a diferença de clima e tempo e te fazer perceber o quanto é engraçado quando você diz "Como está o clima hoje?" e te aborrecer falando de economia ou dos males do capitalismo.   Posso mostrar rochas, minerais e o dinamismo das formas e estruturas do relevo.   Posso ainda, descobrir contigo outras cidades, estados, países e continentes, e outros planetas também!   Conto histórias também, do PR, do Brasil e do mundo e quebro a cabeça com problemas matemáticos da nossa amiga Cartografia.   Questiono os problemas da educação geográfica e modifico meu modo de ensinar, para despertar a busca sagaz em aprender Geografia.   São tantas ciências que a Geografia engloba, que posso ter me esquecido de algo que está ao meu domínio. Mas é isso, não existe uma ciência melhor do que a outra, mas se existisse, a Geografia seria uma forte candidata!   A Geografia mexeu comigo e me fez amá-la incondicionalmente.   Enfim, a Geografia é uma mãe que te acolhe e te faz refletir, questionar e propor soluções para o mundo. Ela está em toda parte, até mesmo dentro de você."

 

 

 

 

 

 

 


COLÉGIO PROF. MENELEU DE ALMEIDA TORRES
COLÉGIO PROF. MENELEU DE ALMEIDA TORRES

 

 

 

 

 

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

A I Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável foi um momento de realização, pois é gratificante ver nossos(as) estudantes participando com sugestões, ideias, propostas e comprometimento com a cidadania. Parabéns a todos e todas que participaram. Vocês são agentes da própria história.

 

  

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

 

 

 

Colégio Professor Meneleu de Almeida Torres

 

Este estabelecimento de ensino começou a funcionar em março de 1958, com duas salas de aula do então Grupo Escolar Ana Rita. Em março de 1959, a escola recebeu o nome de “Grupo Escolar Prof. Meneleu de Almeida Torres”, em homenagem ao professor e grande jurista e primeiro Diretor da Escola Normal de Ponta Grossa. Ainda em março de 1959,  foi fundada a Biblioteca da Escola que teve o nome de “Biblioteca Professora Davina Rosa dos Santos”, em memória daquela educadora. A inauguração oficial deu-se aos dezenove dias do mês de setembro de 1959, com a presença do governador Moysés Lupion, Secretário da Educação e Cultura Dr. Nivon Weigert,  Deputado Estadual Sr. José Hoffmann e a diretora naquela ocasião a Professora Carmela Jaronski, professores e demais autoridades.
No mês de abril de 1962 deu-se a inauguração do Jardim de Infância, sendo a patronesse a Srª. Letícia Catagnolli Pierre que muito colaborou para a organização do mesmo.
A Associação de Pais e Mestres foi fundada em setembro de 1965, na direção da Professora Antonia Zanoni Schena. 
Em 14 de fevereiro de 1978, conforme Decreto Governamental Nº 4.648 de 20 de fevereiro de 1978, a escola passa a denominar-se Colégio Professor Meneleu de Almeida Torres, funcionando também os cursos de Contabilidade e Assistente em Administração. Mais tarde, com a mudança do Ensino Técnico, o Curso de Contabilidade dividiu-se em Auxiliar e Técnico em Contabilidade, sendo reconhecido através da Resolução nº 3042/81 de 12 de janeiro de 1982. O Ensino Fundamental foi reconhecido através da Resolução nº 2114/88 de 15 de julho de 1988. Em 18 de junho de 2003 ocorreu a renovação do reconhecimento do Ensino Fundamental, através da Resolução 1626/03. Posteriormente, com a Resolução 1864/03 de 11 de agosto de 2003, extinguiu-se o ensino técnico, permanecendo no Colégio somente o Ensino Fundamental e o Ensino Médio.
Em fevereiro de  2006, através de inúmeras reivindicações da comunidade e da direção deste estabelecimento de ensino, implantou-se novamente o curso técnico no Colégio, com o Curso Técnico em Administração Integrado com o Ensino Médio e o Curso Técnico em Administração Subseqüente, para alunos que concluíram o Ensino Médio.                                                               
A Educação Especial sempre se fez presente tendo um grande apoio por parte da administração do Colégio, com  Sala de Recursos, de Condutas Típicas e Deficiência Mental. No ano de 2004,  iniciamos um projeto de inclusão de alunos surdos na 5ª série. Neste projeto temos parceria  com o CEPRAF, na capacitação dos professores e Classe de Apoio aos alunos surdos.
A direção deste estabelecimento de ensino, desde a sua fundação teve na sua administração os (as) seguintes professores (as): em 1959 Carmela Jaronski, de 1960 a 1962 Irene Clock Lima, de 1962 a 1964 Nelson Abilhôa, de 1964 a 1966 Antonia Zanoni Schena, de 1966 a 1969 Djanira Pimentel Santos, de 1970 a 1974 Neusa Pimenta, de 1974 a 1978 Aparecida Nagore Barranzuela, de 1979 a 1983 Alcione Lune Weber, de 1983 a 1987 Silvino Martelo, de 1988 a 1989 Sebastião Santos e Silva, de 1990 a 2000 Silvino Martelo, de 2001 a 2002 Vilmar Brito Costa e  Nanci Pastuch Hoffmann, atual diretora desde 2002.

 

 

topo